Arquivos do Blog

“Como Fazer” – Maquiagem para diferentes idades

Percebi que um dos temas de pesquisa que conduzem ao blog é maquiagem. Por isso resolvi pesquisar sobre o tema e me inspirei a fazer uma série de posts “como fazer”, sobre assuntos e dúvidas específicos de make. Para não correr o risco de falar besteira, como não sou maquiadora, decidi buscar videos de quem realmente entende do assunto.

E para começar a série, um dos temas pesquisados eram maquiagem para peles mais maduras. Como eu acho muito difícil definir o que é uma pele jovem ou uma madura, decidi fazer um post sobre make para diferentes idades, assim eu consigo atender a todas as leitoras, tenham 15, 20, 30, 40, 50, 60, 70 anos… (e por aí vai).

Adorei esse vídeo. O título diz palestra de maquiagem para senhoras mas na verdade as dicas que ela dá são básicas para make de qualquer idade. Vale a pena e é bem curtinho.

Para as “peles maduras”, a Julia Petit dá dicas super bacanas nesses dois videos. Super recomendo!

E aqui tem uma série de videos do maquiador da natura com makes específicas para mulheres de 30, 40, 50 e 60+ anos.

Para as lindas mulatas de 30:

Para as musas de 40. Esse eu achei muito bom por quebrar o preconceito de que olho escuro é só pra meninas de vinte anos…

 

Para as divas de 50. Nesse a dica do batom vermelho também foi bacana.

Para as beldades de 60 ou mais. Esse em especial eu gostei bastante.

Gostou do post? Deixa um comentário 😉

Beijos meninas.

Anúncios

De peles, cremes e alergias – testemunho

Não sei se isso é no pais todo ou a situação é mais crítica em BH, mas a combinação de tempo quente e seco aqui gera muitos efeitos “colaterais” nas pessoas.

Alergias e problemas respiratórios viram queixas comuns. E até eu, que nunca tive problema de alergias, esse ano tive que ir correndo consultar uma alergista por causa de uma tosse que já durava 2 semanas e estava acabando comigo.

Mas o tema desse post não é a respiração e sim a pele.

Desde pequena convivo com um probleminha de pele sensível. Na época de criança, só podia usar sabonete Dove, porque era o mais hidratante e eu tinha uma pele bem seca. Então fui ficando maior e abandonei um pouco esses cuidados, até porque, na adolescencia as mudanças acabaram envolvendo a pele também, e hidratação e espinhas acabavam andando juntas.

Bom, aí chegou uma época que comecei a ver minha mão excessivamente ressecada e cremes hidratantes normais não estavam funcionando; pelo contrário, parecia que pioravam a situação. Então começaram a aparecer pequenas feridinhas nas minhas mãos, que coçavam e dependendo do produto que usava, ardiam um pouco também.

Essa mão da foto não é minha, mas é mais ou menos isso que eu tive. Corri para a dermatologista. Para a minha surpresa (ou não), era o ressecamento que estava causando as alergias. E produtos químcos como detergente e sabonete colaboravam para as feridinhas aparecerem.

Para tratar: pomadas, hidratantes, sabonetes neutros e luvas para as atividades domésticas.

Mas minhas alergias não pararam por aí. Para minha grande tristeza, apareceu uma alergia de perfume (!) que me provocava coceiras onde eu espirrava o produto.

Aos poucos fui aprendendo que, no meu caso, não são todos os perfumes que causam a alergia e, na dúvida, espirro na roupa para não deixar de ficar cheirosa. 😉

Por fim, a mais recente foram as manchinhas vermelhas pelo corpo. Como inverno de BH é extremamente seco, e eu DE-TES-TO banho gelado no frio, lá estava eu, contra as recomendações da dermatologista, tomando banho com o chuveiro super quente. E a pele que já estava ressecada por causa do clima piorava.

Resultado: alergia, ressecamento e manchinhas vermelhas por falta de hidratação.

Agora eu cheguei no ponto em que eu queria. Sabe porque estou contanto tudo isso? Por causa de uma coisa que aprendi com a minha dermatologista: Hidratantes perfumados, de marcas comerciais NÃO hidratam.

Quer dizer, até hidratam, mas bem pouco. E é super comum pessoas desenvolverem alergias aos perfumes deles.

Por experiência própria: no momento em que me dava o desespero eu recorria a eles e… não adiantava NADA. Pequeno alívio momentaneo, mas no mesmo dia já via necessidade de hidratação de novo.

Se você quer uma hidratação boa de verdade, procure um dermatologista. Ele vai te indicar um bom hidratante, desses que você compra na farmácia e não no supermercado; ou então te dará uma fórmula para mandar manipular.

Ultimamente estou usando um desses de farmácia. Não vou indicar o nome aqui porque não sou médica, mas uma aplicação dele tem valido umas 10 dos cremes comerciais, viu?

Achei que essa dica é algo que deveria compartilhar. Tenho certeza que tem mais gente por aí que tem problemas com pele sensível como eu, e também sofre para resolver… E para que não tem, ainda assim #FicaDica.