Independência ou…o quê?

7 de setembro de 1822.

A bela história do filho que decidiu desfiar as ordens de Portugal “para o bem de todos e felicidade geral da nação”. Um grito às margens do rio Ipiranga: a célebre frase “Independência ou morte”, que ficou eternizada para toda um povo, que conta hoje com mais de 190 milhões de pessoas.

A não tão bela história de uma dor de barriga que fez os viajantes pararem numa colina ou às margens de um rio. A chegada de uma carta. O filho rebelde que não queria ir embora. Um projeto político.

"O grito do Ipiranga" - 1888, Pedro Américo

A história verdadeira, as reais intenções do Príncipe Regente, futuro Imperador Dom Pedro I, não importam.

O que importa é que essa independência foi importante para nós. Apesar de ter ficado só na teoria por bastante tempo, hoje somos um país soberano (e até mesmo imperialista como aqueles que nos constrangiam no passado).

Esse grito faz parte da nossa história.

Mais do que um dia de folga, esse feriado é merecido. Merecido porque é importante para a nação, porque simboliza o momento em que nos tornamos livres, independentes.

E para quem não conhece, esse é o Hino da Independência:

(Patriota? Sim! Com orgulho)

Feliz dia do Brasil.

Anúncios

Sobre Thay Dias

Mineira de Belo Horizonte, advogada e cristã. Adoro moda, culinária, dança, livros, filmes e me interesso por política.

Publicado em 07/09/2011, em Aleatórios e marcado como , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: