Poltrona Rosa – Novelas – Cordel Encantado

Inaugurando hoje um novo tópico, o “Poltrona Rosa” numa clara alusão à poltrona da sala de estar, diante da televisão. Aqui pretendo falar disso mesmo, programas de TV.

E não podia ser diferente, tinha que começar com novelas.

Já faz um bom tempo penso em comentar da novela das 6 aqui, mas nunca tinha tempo para fazer um post bem feito.

Já viram Cordel Encantado? Eu me apaixonei pela novela desde quando comecei a ouvir os primeiros boatos de como seria a novela que substituiu Araguaia (que por sinal achei terrível).

A proposta é ótima, e o nome bem sugestivo e esclarecedor Cordel (da literatura de cordel, aqueles livrinhos encontrados mais no nordeste do Brasil) Encantado (em alusão aos contos de fadas). – isso não é informação oficial, mas eu peguei o recado rsrs-.

É bem fácil notar essas características, a começar pela abertura, que tem aquelas ilustrações bem clássicas da literatura de cordel.

E também, pelo enredo, você tem a clara sensação de já ter visto esta história antes. Olha só:

Da “Branca de Neve” = A madrasta má que quer acabar com a vida da princesa – Duquesa Úrsula (Débora Bloch)

De “Anastácia” = A princesa que cresce longe da família e não sabe de sua nobreza – Açucena/Aurora (Bianca Bin)

De “Cinderela” = A pobre serviçal que se apaixona pelo nobre rei/príncipe – Maria Cesária (Lucy Ramos) e o Rei Augusto (Carmo Dalla Vecchia). E também, a ideia do baile em que são convidadas todas a moças do reino.

De “Romeu e Julieta” = As duas famílias que se odeiam impedem o casal de ficar junto – Jesuíno (Cauã Reymond), noivo de Açucena, é filho do cangaceiro que no começo da novela, foi o “responsável” pela morte da rainha e quase-morte da princesa.

Do “Homem da máscara de ferro” = o vilão trancafia alguém por anos a fio em uma máscara de ferro, para que ninguém fale com ele – Duque Petrus (Felipe Camargo).

E a cada dia vai aparecendo mais enredos clássicos. Mas nem por isso a novela fica ruim, pelo contrário, dá uma leveza, você já sabe como vai terminar, mas ao mesmo tempo, dá vontade de acompanhar o trajeto até lá.

Além disso, a fotografia é linda, todo mundo com quem converso concorda com isso. E os cenários e figurinos estão lindos também, muito bem feitos. Mais uma vez, a Globo arrasou, e se deu muito bem pra levantar o horário das 6.

De qualquer forma, a história é uma graça, cheia de romance, aventura, comédia e tudo mais pra uma novela ficar boa. Pena que não posso acompanhar, por um pequeno problema de falta de tempo, mas sempre que posso corro pra assistir.

Anúncios

Sobre Thay Dias

Mineira de Belo Horizonte, advogada e cristã. Adoro moda, culinária, dança, livros, filmes e me interesso por política.

Publicado em 11/05/2011, em Poltrona Rosa e marcado como , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: